Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Os Senhores de Ur, de Ricardo Quartim, está em pré-venda

CAPA DEFINITIVA

Os Senhores de Ur – O Início é uma criação do jornalista Ricardo Quartim,  conhecido como um dos colaboradores mais antigos da revista Mundo dos Super-Heróis, além  de ter seu canal DROPS Ricardo Quartim.

Nessa obra, o autor criou um universo completo, cuja civilização remonta a 14 mil anos no passado até o presente. Tudo narrado a partir da perspectiva de Urano, o herói que desconhece que faz parte de uma profecia ancestral e precisa aceitar seu destino em outro universo para salvar a civilização de Ur.

Na trama, um homem misterioso deixa uma mulher grávida em um hospital e desaparece. A jovem morre após dar à luz. Um monstro alienígena surge e tenta matar o bebê, mas uma das enfermeiras salva o pequeno Urano.

Já adulto, ele se torna um renomado escritor de ficção científica. Mas ninguém sabe que suas histórias vêm de estranhos sonhos que ele tem desde criança. Ao deparar-se com o monstro que retorna para tentar matá-lo, Urano descobre que seus sonhos são mais reais do que ele pensava.

Referências fundamentais, como Flash Gordon e Star Wars, além de paralelos temporais iguais aos da trilogia De Volta Para o Futuro e Exterminador do Futuro, conduzem a história. O passado remoto de Ur oferece ao leitor um clima de Espada e Magia como nas histórias de Robert E. Howard, criador do Conan.

A arte da capa é de Caio Cacau, responsável pelas capas da série de livros de Star Trek nos Estados Unidos; o prefácio foi escrito pelo jornalista e escritor Marco Moretti, um dos finalistas do Prêmio Jabuti.

Srs-Ur-R-Quartim-Reno-baixajpg

O livro tem ainda ilustrações exclusivas de quadrinhistas nacionais e internacionais de peso – caso de Gabriel Andrade Jr., que produziu com Alan Moore a série CROSSED + ONE HUNDRED (Crossed +100), e do espanhol Benito Gallego Sanchez, que atualmente desenha as tiras de Tarzan roteirizadas por Roy Thomas.

Os Senhores de Ur – O Início está em pré-venda com preço promocional (10% de desconto) e pode ser adquirido diretamente no site da editora Red Dragon.

Ricardo Quartim é jornalista especializado em HQs e cultura nerd. Colaborador da revista Mundo dos Super-Heróis (que recentemente chegou à edição 100) e do site Laboratório Espacial, redator da página O Frango e do Jornal Empoderado no Facebook. Produz o videolog DROPS Ricardo Quartim no Youtube e virou personagem Quartzo Dourado da HQ Ricardo Quartim o Super-Herói da Notícia, que atualmente está participando da saga on line Força Extrema.

PAPO DINÂMICO terá Fernando Caruso

caruso

O Papo Dinâmico 2018 é um evento criado pelo Dínamo Estúdio (Porto Alegre) e nesta edição terá tem como convidado o humorista Fernando Caruso, em uma exclusiva apresentação onde compartilhará seu lado nerd mostrando alguns clipes das cenas de humor com a temática nerd/geek que participou na TV. O ingresso é 2Kg de alimento não perecível.

Caruso é autor, ator, professor, comediante e claro, extremamente nerd. Criou diversos programas para o canal Multishow de 2010 a 2015 e atualmente na Globo, no elenco do reformulado programa “Zorra” (indicado ao Emmy Internacional de Comédia de 2016). É membro de carteirinha do Conselho Jedi Rio de Janeiro, colaborador da revista Mundo dos Super-heróis e outros como ARGCast e Melhores do Mundo. Tem seus canais para falar de cultura pop: A Caverna do Caruso e o podcast Podcrastinadores (sobre filmes e séries de TV).

Programação:

10h – Abertura do evento e Primeira Avaliação de Portfólio.
14h – Segunda Avaliação de Portfólio.
15h – Apresentação Fernando Caruso, seguido por um Bata-Papo.
17h – Resultado da Avaliação de Portfólio.
18h – Encerramento.

Alimentação:

No dia, contaremos com os panchos maravilhosos do Charrua Frankfurter.
Para adoçar o dia, a Kon Kon trará suas gostosuras.

Link do evento no Facebook: shorturl.at/adM13

Serviço:

Papo Dinâmico, dia 06/05 das 10h às 18h.
Local: Dínamo Estúdio
Rua Padre Hildebrando, 342, Porto Alegre
Telefone: (51) 3019-7427
e-mail: dinamo.studio@gmail.com

Papo de Quadrinho viu: Círculo de Fogo – A Revolta

pacific-uprising-poster-3

A convite da produtora Espaço/Z, este editor assistiu ao filme numa exibição exclusiva para jornalistas nesta terça-feira (21). Em respeito aos nossos leitores e seguidores nas redes sociais, essa resenha NÃO TEM SPOILERS.

Guillermo del Toro está em evidência depois de ter recebido o Oscar de melhor diretor com a A Forma da Água, uma fantasia linda que mostra as relações de afeto entre pessoas que acabaram excluídas.

A paixão do diretor por monstros e criaturas fantásticas faz parte de sua formação nerd – comum também há estes editores – com robôs gigantes, naves e monstros que encantaram nossa infância.

Robô Gigante (1967 – Toei Company), Gamera (1965 – Daiei), Godzilla (1954 – Toho Film), Spectreman (1971 – P-Productions), Ultraman (1966 – Tsuburaya Productions) e Ultraseven (1967 – Tsuburaya Productions) entre eles, só para ficar nos mais importantes. E foi com a cabeça repleta de referências e interesse em fazer uma homenagem a este importante pilar da cultura nerd que Del Toro lançou Circulo de Fogo em 2013.

O filme foi mal recebido pelos ocidentais e bem recebido pelos orientais (o que faz um certo sentido, por conta destas referências citadas), mas permitiu ao diretor fazer uma continuação, desta vez como produtor. Circulo de Fogo: A revolta tem direção de Steven S. Deknight (showrunner da primeira temporada de Demolidor, na Netflix), e conta com a jovem estrela de Star Wars, o querido John Boyega, no papel principal.

Robô Gigante é Amor

Circulo de Fogo (2013) mostrou uma invasão alienígena vinda não do espaço, mas de outra dimensão, através de uma fenda no Oceano Pacífico. Ondas de monstros invasores são contidas pela engenhosidade humana que criou os Jaegers (caçadores em alemão): robôs gigantes para frear a invasão na base do tiro, porrada e bomba.

Mas para pilotar esses robôs monumentais são necessários dois pilotos conectados em um fluxo neural compatível. Finda a guerra com o sacrifício máximo de pilotos e robôs, a humanidade parecia salva com o fechamento da fenda e começou a se reconstruir.

Agora em Círculo de Fogo: A revolta, 10 anos se passaram após a guerra e a humanidade seguiu adiante, como o jovem Jake Pentecostes (John Boyega), cujo pai deu a vida para garantir a vitória da humanidade.

john

Jake abandona a academia onde novos Jaegers haviam sido criados e preparados para um possível novo ataque – que nunca chegou – e vai curtir uma vida de diversão do pós-guerra, preso ao submundo do crime. Isso até conhecer a jovem Amara (Cailee Spaeny) uma hacker que constrói seu próprio robô. Quando uma ameaça ainda mais terrível desencadeia pânico e destruição, Jake tem a oportunidade de honrar o legado de seu pai.

Uma continuação bem feita 

circulo

O filme acerta em muitos aspectos. Primeiro, com uma continuação divertida e cenas de batalha que impressionam pela grandiosidade destrutiva. O roteiro traz uma continuação que cumpre o que promete sem pretensões maiores.

Deknight explora o carisma dos jovens Boyega e Cailee em subtramas que constroem a relação entre os protagonistas. O restante é pancadaria de primeira qualidade, o que não é nenhum demérito. Infelizmente tanto efeito não ganha nenhum contorno especial em 3D ou Imax, negligenciando uma possibilidade técnica que, se bem explorada, poderia ser imersiva.

pacific_rim_uprising_ver19_xlg

Círculo de Fogo – A Revolta cumpre seu objetivo principal: divertir honestamente. O filme apresenta um novo grupo de defensores da Terra, uma nova geração de robôs defensores e monstros terríveis. Assistir às batalhas em grande escala é um prazer nerd que não dá para abrir mão, tudo bem embalado e sem esquecer de homenagear os precursores do gênero, que mostravam dia sim, dia não, Tóquio sendo devastada. Compre sua pipoca e divirta-se.

2018: O que vem por aí pela AVEC Editora

Entre lançamentos nacionais e estrangeiros, veja o que a AVEC preparou para este ano:

avecjanuaryJanuary Jones: O Crânio de Mkwawa (de Martin Lodewijk e Eric Heuvel): Nesta segunda aventura da famosa piloto publicada pela editora, January Jones e seu mecânico de bordo Rik se envolvem na caça do misterioso crânio de Mkwawa e seus segredos.

avecagnesAgnes: Segredos (Kati Närhi): Agnes ficou órfã depois que seus pais arqueólogos desapareceram misteriosamente nas catacumbas de Paris, e a menina foi criada por sua avó um pouco amalucada. Insatisfeita com as explicações dadas pelos adultos ela vai em busca da verdade. Este primeiro volume é uma coleção de pequenas cenas da vida cotidiana de Agnes.

avecchevalierLe Chevalier: Arquivos Secretos vol 2 (AZ Cordenonsi e Fred Rubim): Neste segundo volume, Le Chevalier contra o Raio da Morte, um misterioso ultimato é enviado às principais nações do mundo. Le Chevalier e Persa se unem a Irene Adler e ao insondável Comitê para devem desvendar os mistérios da Antártida (a ilustração ao lado não corresponde à capa definitiva do livro).

aveccartollaBorn Cartolla (Levi Tonin): Mangá brasileiro, acompanha as aventuras de Galla Della Cartolla, uma viajante mágica que caminha mundo afora solucionando problemas de toda natureza (a ilustração ao lado não corresponde à capa definitiva do livro).

avecdesafiadoresOs Desafiadores do Destino (Felipe Castilho, Mauro Froda e Mariane Gusmão): Ação steampunk em um roteiro do mesmo autor do autor de Ordem Vermelha, um dos 10 romances mais vendidos no final de 2017 (a ilustração ao lado não corresponde à capa definitiva do livro).

avecbisaoO Bisão do Sol Poente Estranho Oeste de Kane Black Moon vol. 1 (Duda Falcão e Brasa): A história mistura velho oeste e sobrenatural, e acompanha o mestiço Kane Blackmoon em sua busca para vencer o demônio que atormenta e destrói tudo e todos por onde passa.

avecsilasSalto 2 – Silas (Rapha Pinheiro): Continuação de Salto, agora focado no personagem Silas – que aparece em algumas cenas do volume anterior (a ilustração ao lado não corresponde à capa definitiva do livro).

2018: O que vem por aí pela V&R Editoras

vrenriqueta

Neste ano, a V&R lança Escrito e Desenhado por Enriqueta, segundo título do argentino Liniers publicado pela editora no Brasil.

Neste trabalho, Liniers faz uma homenagem ao processo de criação de uma obra. Como diz o título, a história de uma jovem valente que enfrenta monstros e outras ameaças é contada por Enriqueta, uma das protagonista da série de tiras Macanudo.

A editora vai lançar também o 13o volume de Diário de um Banana e uma edição especial com o primeiro volume da coleção, em comemoração aos 10 anos de publicação no Brasil.

2018: O quem vem por aí pela Geektopia/Novo Século

geektopia_archie

Nem parece que faz menos de dois anos que a Novo Século lançou seu selo Geektopia, voltada para o público geek. Em pouco tempo, a editora trouxe ao Brasil HQs de fora do circuito tradicional e com alta qualidade. 

De Volta para o FuturoLocke & KeyAmor é AmorThe Wicked +The Divine são apenas alguns exemplos, sem contar a linha de livros em prosa da Marvel. 

Neste ano, não será diferente. Veja abaixo alguns dos lançamentos anunciados pela editora até o momento. 

Archie (Mark Waid e Fiona Staples): Novidade ansiosamente aguardada. A série lançada nos Estados Unidos em 2015 oferece uma versão atualizada dos clássicos quadrinhos de Archie e sua turma que vêm sendo publicados desde 1941. 

Com roteiro de Mark Waid, essa reformulação serviu de base para o seriado de TV Riverdale, exibido no Brasil pelo canal Warner. Deu origem também a um grande número de títulos – JugheadBetty & VeronicaRiverdale e outros – que, tomara, a Novo Século também traga para o Brasil. 

A editora ainda não revelou detalhes, mas o mais provável é que publique aqui de forma regular e no formato de encadernado norte-americano, com seis edições cada – lá foram já saíram quatro volumes. 

geekderivaÀ Deriva: do premiado Brian O’Malley (Scott Pilgrim contra o MundoRepeteco) chega a história de uma garota tímida de 18 anos que acha que sua alma foi roubada por um gato e embarca numa viagem com colegas da escola para refletir sobre a vida. 

geekmeninasfofasA Irmandade das Meninas Fofas (de Greg Means, Mk Reed e Joe Flood): Jane pensa em namorar Jack, um cara que ela conheceu por acaso e que tem uma péssima reputação amorosa, de acordo com o grupo de informação compartilhando entre solteiras da cidade, a Irmandade das Meninas Fofas. 

geekinsufferableMais uma de Mark Waid, Os Insuportáveis (com arte de Peter Krause) mostra o reencontro de dois parceiros na luta contra o crime que seguiram caminhos diferentes: o nobre Nocturnus e seu antigo e insuportável sidekick, Galahad. 

geekeldeafoEl Deafoautobiografia em quadrinhos de Cece Bell, conta a história de uma menina com problemas auditivos. Para suportar a discriminação, ela cria o alterego Ed Deafo, uma heroína que usa seu aparelho de ouvido como um superpoder. 

geekfriendsFriends with Boys (de Faith Erin Hicks): Maggie McKay precisa enfrentar a vida, mas isso significa passar primeiro pelo ensino médio, resolver o mistério do fantasma que a acompanhar por toda a vida e fazer novas amizades.

 

geekalexada

Alex e Ada – volumes 2 e 3 (de Jonathan Luna e Sarah Vaughn): Alex despertou a consciência de Ada, a androide de alta tecnologia que ganhou de sua avó. Quanto mais tempo passam juntos, mas eles se aproximam e precisam lidar com a crescente onda de restrições aos androides. O volume 1 foi lançado pela Novo Século no ao passado. 

geekwickedQuem também ganha sequência é The Wicked + The Divine, de Kieron Gillen e Jamie McKelvie. De acordo com a sinopse, esse terceiro volume é mais sombrio e estranho que os anteriores, também lançados pela Novo Século (em 2016 e 2017). A HQ acompanha a saga de deuses que vivem entre os mortais como se fossem ídolos pop. 

2018: O que vem por aí pela Zarabatana Books

SENFUIR_00.pdfA Zarabatana Books confirma para este ano o lançamento da mais recente obra do franco-canadense Guy Delisle, Fugir: O Relato de um Refém (título provisório).

A obra consumiu 15 anos para ficar pronta. Nela, Delisle acompanha o inferno do confinamento de 111 dias de Christophe André, sequestrado enquanto trabalhava na administração da ONG Médicos sem Fronteiras no Cáucaso.

O lançamento tem 432 páginas e está programado para o primeiro semestre. O catálogo da Zarabana conta com outros títulos de Guy Delisle: Pyongyang, Shenzhen, Crônicas Birmanesas, Crônicas de Jerusalém e O Guia do Pai sem Noção vol. 1.

2018: O que vem por aí pela Rocco

roccoslugfest

A Rocco vem fazendo poucos mas bons investimentos no segmento de histórias em quadrinhos, como o ótimo Entrevista com o Vampiro – A História de Cláudia, em 2015, e o premiado O Livro do Cemitério, de Neil Gaiman e P.Craig Russell, no final do ano passado.

Para este ano, a editora programou o lançamento de Slugfest (Pancadaria, em tradução livre), do jornalista Reed Tucker.

O livro expõe os bastidores dos 50 anos de rivalidade entre as duas maiores editoras norte-americanas de quadrinhos, DC Comics e a Marvel, e revela o arsenal de estratégias empregado por ambas para superar a concorrência, como roubar ideias e funcionários, plantar espiões e implementar a guerras de preços

A Rocco ainda não definiu o título em português, capa e data de lançamento no Brasil.

2018: O que vem por aí pela WMF Martins Fontes

wmf1_bendis

Abrimos a tradicional prévia deste ano com os lançamentos anunciados pela WMF Martins Fontes.

Entre os poucas e boas novidades da editora para 2018, chama atenção o livro Words for Pictures: the Art and Business of Writing Comics and Graphic Novels (ainda sem título em português), de Brian Michael Bendis.

Como vocês sabem, Bendis foi um dos principais nomes da Marvel nas duas últimas décadas e pegou o mundo de surpresa ao anunciar sua partida para a concorrente DC Comics no final do ano passado.

No livro, publicado pela primeira vez em 2014, o roteirista revela suas técnicas e de outros autores para criar uma HQ de sucesso e apresenta todas as etapas de produção, da ideia original à arte final. Apresenta exemplos de roteiros, um glossário dos termos mais usados na indústria dos quadrinhos e alguns exercícios para praticar.

Vale lembrar que a WMF Martins Fontes foi responsável por trazer para o Brasil em 2014 o clássico e até então inédito How to Draw Comics in the Marvel Way, de John Buscema e Stan Lee.

Nori & Eu é outro bom lançamento da editora, esse nacional, com roteiro de Caeto (Dez Anos para o Fim do Mundo) e arte de Masanori. Confira na galeria abaixo alguns esboços exclusivos a que o Papo de Quadrinho teve acesso.

wmf2_democraciaPor fim, volta aos planos da WMF Democracia, anunciado anteriormente em 2016. Dos mesmos artistas de Logicomix, Alecos Papadatos e Annie Di Donna, e textos de Abraham Kawa, a trama tem início em 490 a. C., com Atenas em guerra. Através da história de vida do personagem Leander, o leitor acompanha fatos históricos anteriores àquela época e os acontecimentos que levaram ao surgimento da democracia.

 

 

Esboços exclusivos de Nori & Eu, de Caeto e Masanori (clique para ampliar)

HeroWorld: nova linha colecionável da Funko!

Funko Heroworld

Preparem os bolsos, colecionadores! A Funko acaba de anunciar mais uma linha de bonecos de vinil, chamada HeroWorld.

A novidade será vendida com exclusividade nas lojas físicas e virtuais da rede de varejo Target, mas é bem possível que em pouco tempo esteja disponível no marketplace de outras cadeias.

HeroWorld inclui figuras de 4 polegadas (10 cm) da Liga da Justiça, Teen Titans Go!, Power Rangers, Scooby Doo e outras (veja galeria abaixo), em packs de 2 e 5 personagens.

Página 0 de 194

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2018